Leitura de Hoje: Ezequiel 35:1 – 36:38 (leituras adicionais: Salmo 116: 1-19 e Provérbios 27:23-27)

Há uma fábula nativa americana sobre um jovem corajoso que se deparou com um ninho de ovos de águia-real. Decidindo se divertir, ele pegou um dos ovos e colocou-o no ninho de algumas galinhas da pradaria. O ovo chocou e a águia changeling cresceu com a ninhada de galinhas da pradaria. Acreditando ser como todos ao seu redor, ela se comportou de acordo. Ela cacarejou e arranhou a sujeira para sementes e insetos para viver. Ela nunca voou mais do que alguns metros do chão, já que as galinhas da pradaria são incapazes de subir mais alto. Os anos se passaram e um dia a jovem águia estava junto com um de seus irmãos mais velhos de frango da pradaria quando uma sombra fugaz passou por eles. Eles olharam para cima e viram, alto no céu, a forma crescente de algo deslizando nas correntes do vento. “Que lindo pássaro!” a jovem águia exclamou. “Isso é uma águia”, o irmão mais velho informou, olhando para cima. “Uma águia dourada. Ela é o rainha do ar. Nenhum pássaro pode comparar com ela. Então baixou o olhar e acrescentou: – Mas não pense duas vezes; você nunca poderia ser como ela. E de volta a arranhar eles foram. De fato, a águia nunca deu outro pensamento àquela visão crescente. E de acordo com a fábula, ela morreu como ele havia vivido, nunca se elevando mais do que a existência de uma galinha da pradaria.

Tragicamente, esta mesma história é repetida em muitas das nossas vidas. Como águias, fomos criados e redimidos para nos alojarmos em asas dadas por Deus. Nosso chamado privilegiado é conhecer Deus cada vez mais intimamente, conhecer a emoção do culto exuberante e abandonar-nos à grande aventura de guerrear em favor do Reino de Deus neste mundo sombrio, amando os outros a Jesus. Este é o nosso design dado por Deus e é por isso que não podemos estar realmente satisfeitos com menos. Nós nunca podemos encontrar a satisfação intensa que nossas almas anseiam por estarem vivendo uma vida carnal ou uma espiritualidade medíocre. Fomos feitos e totalmente equipados no momento da nossa conversão para voar! Em nosso relacionamento com a Nova Aliança, Deus colocou dentro de nós o desejo profundamente projetado de fazer a vontade de Deus. É um presente da graça de Deus em nós. No fundo do nosso espírito, todo verdadeiro crente em Jesus Cristo quer fazer a vontade de Deus. E nós não estamos cientes disso ou estamos bloqueados para a realização dele. No entanto, em Ezequiel 36, Deus revela a verdade que Ele providenciou quatro provisões espirituais primárias que lhe dão o Seu Novo “Pode Fazer!”

Deus nos dá não só um novo conjunto de “quereres” para fazer a Sua vontade, mas também um novo “pode fazer” através do Seu Espírito para realmente levar a cabo as nossas novas inclinações. O ponto é: a vida cristã não é apenas difícil; é impossível viver. Torna-se possível somente quando Deus injeta Sua plenitude nos corações de Seu povo e isso é exatamente o que Ele fez na Nova Aliança. Então, vamos tentar reconhecer e liberar essas quatro realidades espirituais: a sua nova: pureza, identidade, disposição e poder. Cada um é puramente dom de Deus, recebido somente por meio de Cristo, somente pela fé. Portanto, somente Cristo é a nossa chave para a vida cristã e Ele já colocou todos esses recursos sobrenaturais permanentemente em sua vida, prontos para serem liberados todos os dias da sua vida na terra.

Reflexão

Você está vivendo a vida que Deus quer para você?

Oração

Pai, obrigado por nos salvar e nos chamar para uma vida nova e melhor. Ajude-nos a superar nossa vida passada e a viver para Você. Em nome de Jesus, amém

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!