Leitura de hoje: Mateus 27:32-66

A Bíblia não nos dá muitos fatos sobre as atividades dos centuriões. De fato, os centuriões são referidos apenas quatro vezes na Bíblia. Naturalmente, o centurião mais famoso de todos foi Cornélio. No livro de Atos, ele era um homem de oração, valente que buscou a Deus através de Cristo. Cornélio tornou-se crente após seu encontro com o apóstolo Pedro.

Publius, um historiador do primeiro século, disse que, para ser um centurião, era preciso ter inteligência e resistência física extraordinariamente altas. Se um homem foi escolhido para ser um centurião, ele era a elite de alguns poucos escolhidos.

Por que esse centurião se convenceu de que Jesus era de fato o Filho de Deus? Por que ele se convenceu de que Jesus era um bom homem? Você já pensou em por que você é um cristão? Por que esse homem escolheu acreditar? O que o inspirou e motivou? O que o levou a gritar em uma doxologia de louvor: “Verdadeiramente este era o Filho de Deus!”? Se alguma coisa te convencer de que Jesus é tudo o que Ele disse que é, certamente é a experiência da cruz.

A razão pela qual o soldado romano podia gritar para aqueles que o rodeavam: “Verdadeiramente, este era o Filho de Deus!” é que através da vida de Jesus e através das experiências de sua execução, este soldado romano viu uma vida muito diferente. Ele viu uma qualidade em Jesus Cristo que o fez dizer: “Certamente, este era um homem justo!” Ele também viu algo sobre a humanidade de Jesus que o levou a saber que Jesus era um bom homem. O objetivo de Jesus durante toda a sua vida era que Deus Pai fosse visível, que Deus fosse visto Nele. Portanto, se Jesus foi amaldiçoado ou ferido ou mesmo executado, a glória de Seu Pai seria vista.

AW Tozer escreveu: A cruz … sempre tem o seu caminho. Vence derrotando seu oponente e impondo sua vontade sobre ele. Ela sempre domina. Nunca compromete, nunca negocia nem confere, nunca renuncia a um ponto em prol da paz. Não se importa com a paz; só se preocupa em terminar sua oposição o mais rápido possível. Com perfeito conhecimento de tudo isto, Cristo disse: “Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me”.Assim, a cruz não só põe fim à vida de Cristo, como também termina a primeira vida, a vida antiga, de cada um dos Seus verdadeiros seguidores. Destrói o antigo padrão, o padrão de Adão, na vida do crente, e o leva ao fim. Então o Deus que ressuscitou Cristo dos mortos eleva o crente e uma nova vida começa. Isto, e nada menos, é o verdadeiro cristianismo … Devemos fazer algo sobre a cruz, e somente podemos fazer uma das duas coisas – fugir ou morrer sobre ela.

Reflexão

Como a realidade da cruz é vista em nossas vidas?

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

Malcare WordPress Security