Leitura de hoje: Números 24:1 – 25:18 (leitura adicional, Salmos 59:1-17 e Provérbios 11:14)

Versículo-chave: “Finéias, filho de Eleazar, neto do sacerdote Arão, desviou a minha ira de sobre os israelitas, pois foi zeloso, com o mesmo zelo que tenho por eles, para que em meu zelo eu não os consumisse.” Números 25:11

Mesmo depois que Israel foi libertado dos laços da escravidão egípcia, seu inimigo estava em busca rápida para destruí-los. Primeiro, por Faraó e os egípcios, e depois, ao lermos o livro de Números, vemos ataques diretos aos israelitas pelos inimigos do povo de Deus.

Os inimigos do povo de Deus não desistem facilmente, e no capítulo 25 os encontramos mudando sua estratégia para uma abordagem mais indireta e sutil. Esta nova abordagem foi fazer com que o povo de Deus virasse as costas a Deus que vemos se desenrolar na leitura de hoje.

Esta nova estratégia foi muito esperta e perspicaz. Não era um plano para destruir o povo de Deus ao montar um poderoso exército para atacá-los, nem era um plano para amaldiçoar o povo de Deus. Não, esse plano era muito mais tortuoso e malicioso do que isso. A idéia era ser agradável ao povo de Deus. Para convidá-los para as suas festas. Para seduzi-los com suas mulheres e depois para que eles adorassem seus deuses.

Apesar de Deus ter proibido fazê-lo (adorar outros deuses e ter relações com os cananeus). Encontramos-os no capítulo 25, indulgente com a imoralidade sexual e adorando falsos deuses. O que os poderosos exércitos e um profeta contratado não conseguiram fazer, o povo de Deus fez com eles mesmos quando se deixaram levar por suas próprias concupiscências.

Desde o momento em que aceitamos Cristo, nosso inimigo (Satanás) esteve em perseguição. Nosso inimigo, como o inimigo dos israelitas, não desistirá tão facilmente. Tiago descreve com grande detalhe sua abordagem astúcia e esperta (Tiago 1:13-15). Satanás estuda nossos pontos fracos e procura por torções em nossa armadura, como orgulho, luxúria, inveja, compromisso com a verdade, ciúmes, ganância, ódio, egoísmo, amargura, calúnia, engano e assim por diante. Ele nos seduzirá com nossa fraqueza e tentará nos levar a cair na mortal armadilha do pecado.

No entanto, hoje também encontramos Finéias, um homem que AMOU DEUS! E ODIOU O PECADO! Ele estava no mesmo campo, enfrentou a mesma tentação da mulher moabita, mas Finéias resistiu e não se permitiu derrotar por eles. Devemos ser como Finéias e resistir à atração do pecado.

Reflexão

Onde você permitiu que o compromisso se esgueirasse em sua vida?
Como resistir à atração do pecado?

Oração

Pai, Obrigado que Você nos salvou e nos segura. Ajude-nos a ficar longe de áreas fracas em nossa vida e a nos apegar ao que é bom e justo. Obrigado por nos sustentar através das batalhas da vida. Em nome de Jesus, Amém.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

Malcare WordPress Security