Leitura de hoje: Gênesis 48:1 – 49:33 (leitura adicional, Salmos 20:1-9 e Provérbios 4:20-27)

Versículo-chave: “Ao acabar de dar essas instruções a seus filhos, Jacó deitou-se[l], expirou e foi reunido aos seus antepassados.” Gênesis 49:33

Algumas pessoas colocam muito pensamento e tempo no planejamento de seus próprios funerais. Eles querem que as pessoas digam coisas boas sobre eles. A lenda diz que, quando o rei Herodes morreu, ele ordenou que certos filhos também fossem assassinados para garantir que haveria luto naquele dia.

Como Jacó se preparou para a morte dele? Que tipo de elogio ele preparou para si mesmo? Em seu leito de morte, ele falou sobre a vida maravilhosa que ele tinha vivido? Ele passou os últimos dias chorando e falando sobre o passado? De modo nenhum.

De modo nenhum! O que Jacó deu a seus filhos era muito melhor do que as lembranças dos dias passados. Ele lhes deu algo que duraria mais do que qualquer herança terrena. Ele lembrou-lhes de uma herança muito maior que ele tinha – o fato de que Deus havia estado lá para protegê-lo, seu pai e seu avô. Ele compartilhou com eles tudo o que Deus havia feito em sua própria vida.

Com que frequência você ouve as pessoas dizerem, “antes que eu morra eu quero. . . ir conhecer 0o Grand Canyon, skydive, fazer um cruzeiro. . .” A lista continua e continua. Vivemos numa sociedade obcecada por fazer cada vez mais e mais. Esses tipos de pensamentos podem nos deixar loucos, porque no fundo, sabemos que não fizemos o suficiente – nem para os outros, mas para o nosso Deus. Ficamos estressados ​​em não fazer o suficiente. Enquanto isso, Jacó ri de nós, relaxa em sua cama, coloca os pés pra cima e morre em paz.

Não seria estranho se alguém se levantasse para ler suas honras em um funeral, mas eles liam uma descrição de alguém que nem era você? Se eles dissessem, “esse homem salvou milhões de pessoas. Ele nunca pecou. Ele era um santo perfeito toda a sua vida. Ele cuidou dos pobres. Ele curou os doentes. Você diria, “esse não sou eu!” Mas quando nós, como Jacó, não olhamos para o nosso passado, mas o passado em Cristo, é quando podemos morrer em paz. Quando olhamos o que DEUS fez em nosso passado, podemos nos consolar.

Isto é também onde Paulo toma seu descanso em Gálatas 2:20: “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim”.

Reflexão

  • Como você será lembrado?
  • Você está mais preocupado com sua reputação com o outro ou a de Cristo?
  • Como você pode encontrar o descanso em Cristo?

Oração

Pai, Obrigado que não é mais sobre mim e o que eu fiz, mas que é tudo sobre Você e o que Você fez. Pai, ajude-nos a tornar Seu nome conhecido e lembrado acima do nosso. Em nome de Jesus, Amém.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

Malcare WordPress Security