Nossa compreensão moderna da escravidão baseia-se principalmente no que aconteceu na América entre os séculos XVII e XVIII. Esta era uma era da história quando os escravos eram maltratados e manipulados nas formas mais desumanas que se podiam imaginar. Foi um momento terrível na história humana, que só serve para demonstrar a natureza pecaminosa do homem. É importante notar que essa não era a mesma escravidão que vemos no tempo bíblico. 

Por exemplo, sob as leis Mosaicas ensinadas:

“Se alguém do seu povo empobrecer e se vender a algum de vocês, não o façam trabalhar como escravo. 40 Ele deverá ser tratado como trabalhador contratado ou como residente temporário; trabalhará para quem o comprou até o ano do Jubileu.” Leviticus 25: 39-40

Se alguém não conseguisse se recuperar, eles podiam oferecer-se para serem escravos, mas o mestre não podia maltratá-los ou abusá-los fisicamente sob a lei. Além disso, eles deveriam ser libertados no Jubileu. É com esse entendimento que devemos ler os seguintes versículos do Novo Testamento. 

“Escravos, obedeçam em tudo a seus senhores terrenos, não somente para agradá-los quando eles estão observando, mas com sinceridade de coração, pelo fato de vocês temerem o Senhor.” – Colossenses 3:22

“Ensine os escravos a se submeterem em tudo a seus senhores, a procurarem agradá-los, a não serem respondões.” – Tito 2: 9

“Todos os que estão sob o jugo da escravidão devem considerar seus senhores como dignos de todo o respeito, para que o nome de Deus e o nosso ensino não sejam blasfemados.” – 1 Timóteo 6: 1

O que isso significa para nós como escravos de Cristo? Significa que devemos submeter-nos sempre à autoridade de nosso Senhor Jesus Cristo em todas as áreas da vida. Embora sejamos livres, somos chamados a não nos guiar, mas sim a buscar a direção do nosso mestre em todos os momentos. Nós somos chamados a não nos apoiarmos em nossa própria compreensão, mas a permitir que Ele dirija nosso caminho. Muitas vezes, chegamos a Deus, dizendo a Ele o que Ele deve fazer por nós. Devemos sempre lembrar que Ele é o Senhor e nós somos seus servos.  Como todo bom escravo, nosso desejo supremo deve ser servir-lhe fielmente.

Reflexão:
Você já supervisionou uma pessoa ou um grupo de pessoas que se rebelaram?  
Seu comportamento no trabalho traz glória a Deus?
Em quais áreas da vida você luta mais para se submeter a Deus?

Oração:
Perdoe-me, Senhor, pelas muitas vezes que me rebelei contra o seu conselho. Me ajude sempre a submeter-me ao seu Senhorio sem importar o custo. Ajude-me a seguir sua liderança em todas as áreas da vida. Em nome de Jesus, Amém.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

WordPress Security