“Acima dele estavam serafins; cada um deles tinha seis asas: com duas cobriam o rosto, com duas cobriam os pés e com duas voavam. E proclamavam uns aos outros: “Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos, a terra inteira está cheia da sua glória”. Ao som das suas vozes os batentes das portas tremeram, e o templo ficou cheio de fumaça.” Isaías 6: 2-4

Esta é uma imagem incrível. Ardendo, os anjos de seis asas cercaram o trono de Deus em adoração e a glória era tão grande que o Templo se abalou e se encheu de fumaça quando Deus falou. O que está acontecendo aqui é que o Rei Eterno está governando e reinando em poder absoluto, ainda assim se interessando por seu povo, ainda se revelando a Isaías.

Isso é tão importante porque muitas vezes estamos presos à imagem da encarnação de Jesus e esquecemos sua exultação. O rei Herodes construiu palácios e templos surpreendentes para mostrar sua fama e poder. Jesus entrou em humildade, nasceu em um estábulo e, mesmo assim, Ele era o Rei de toda a glória!

Filipenses 2: 7 – “Mas esvaziou-se, assumindo a forma de servo e sendo feito à semelhança dos homens”.
Isaías nos fala que anjos brilhantes gritavam: “Santo, santo, santo é o Senhor”! Esta repetição de “Santo” em hebraico revela que ele é três vezes santo, ou incomparável. Pense nisso assim: “Você é santo, você é muito sagrado, você é mais santo do que qualquer coisa que jamais possamos conceber! Você é Deus!” A santidade é definida apenas por Deus. Não há poder maior e nada além dele. Este é Jesus, nosso Jesus! Embora ele tenha chegado à terra com humildade, ele reina para sempre no trono do poder, e “toda a terra está cheia da sua glória”.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

WordPress Security