A mordomia na Bíblia relaciona-se com mais do que dinheiro e bens físicos. Outra área em que precisamos ser um bom mordomo é em relação ao tempo. O desperdício de tempo e o uso indevido são exatamente os mesmos que o abuso de riqueza. Como o dinheiro, o tempo é uma mercadoria perecível. No entanto, ao contrário do dinheiro, cada um de nós recebe exatamente a mesma quantidade por dia. Há muitas desigualdades no mundo, mas Deus atribuiu um dia de vinte e quatro horas a cada um de nós. Além disso, o tempo, ao contrário do dinheiro, não pode ser acumulado ou armazenado, é renovado todos os dias.  É por isso que Paulo nos exorta: 

“Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus.” – Efésios 5: 15-16

Nosso tempo pertence a Deus. Deus não só criou o tempo, ele realmente possui o tempo. Somos chamados a usar o tempo que Deus nos deu graciosamente. O salmista percebeu isso quando fez essas orações:

“O meu futuro está nas tuas mãos; livra-me dos meus inimigos e daqueles que me perseguem.” Salmos 31:15 

“Ensina-nos a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria.” – Salmo 90:12

Cada segundo que estamos vivos é um presente de Deus. Não devemos viver sem rumo através da vida porque nosso tempo na Terra é limitado. As Escrituras nos mostram que Jesus só tinha cerca de três anos e meio de ministério na Terra, mas Ele nunca esteve nem por um instante preocupado com o tempo e suas tarefas. Jesus estava incrivelmente ocupado e regularmente esgotado no final do dia. No entanto, sua vida nunca foi apressada. Ele sempre teve tempo de amar e ministrar às pessoas, mesmo tendo tempo para gastar com os indivíduos que o mundo negligenciou como a mulher no poço. Jesus viveu em dependência do Pai e ensinou os seus seguidores a fazerem o mesmo. Seu tempo e ministério foram regulados pela direção e vontade do Pai. O mundo ainda estava cheio de pessoas doentes, pobres e desesperadas com necessidades, no final de seu ministério terrestre, no entanto, logo antes da cruz, Jesus pode orar: 

“Eu te glorifiquei na terra, completando a obra que me deste para fazer.” – João 17: 4

Jesus sabia que o Pai dele lhe havia dado tempo suficiente para fazer tudo o que Ele o chamou para fazer. Não havia tarefas inacabadas no final do ministério terrestre de Jesus. É importante que aprendamos enquanto nunca seremos capazes de satisfazer as necessidades de todos a nossa volta nem realizar tudo o que pensamos que precisa ser feito, podemos ter certeza de que Deus nos concedeu o tempo e a capacidade de fazer o que Ele nos chamou para fazer. Nosso papel é ser um bom mordomo desse tempo.

Reflexão:

  • Como você pode ser um melhor mordomo do tempo que Deus te abençoou?
  • Onde você desperdiça mais o tempo?
  • Como você pode procurar a vontade de Deus em relação a onde investir seu tempo?

Oração:
Pai, obrigado pelo dom do tempo. Obrigado, você me dá tempo para desfrutar com familiares e amigos. Obrigado por me permitir usar o meu tempo para atendê-lo. 
Perdoe-me por todo o tempo que eu desperdicei e me ensine a saber como gerir o meu tempo de acordo com a sua vontade. Em nome de Jesus, Amém. 

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

Malcare WordPress Security