Há uma história que diz que médicos costumavam testar a sanidade de um paciente mental pelo seguinte: o paciente era colocado em uma sala com uma pia. A torneira era ligada e uma rolha era colocada no dreno até a pia transbordar. Ao paciente era entregue uma esfregona e a porta estava fechada.

Se o paciente tivesse senso suficiente para desligar a água, tirar a rolha e, em seguida, secar o chão, ele era considerado capaz de ir para casa. Mas, por outro lado, se o paciente esfregasse o chão como louco e nunca se preocupasse em desligar a água e / ou tirar a rolha, ele era considerado insano e precisava ser detido um pouco mais na instituição mental.

Quando se trata de uma verdadeira liberdade, realmente na procura de uma liberdade duradoura, há pessoas neste mundo que estão esfregando o chão como loucas, mas a água ainda está escorrendo, e a rolha ainda está no dreno. Algumas são as mesmas pessoas que consideramos bastante saudáveis, mas estão atormentadas por suas próprias questões pessoais e não descobriram como parar a inundação em suas vidas.  A maioria dessas pessoas sabe que há um problema que eles simplesmente não descobriram onde ir para resolvê-lo.

Quando Jesus falou com a samaritana no poço, ela foi apanhada no ciclo de repetir os mesmos problemas.

  “Não tenho marido”, respondeu ela. Disse-lhe Jesus: “Você falou corretamente, dizendo que não tem marido. O fato é que você já teve cinco; e o homem com quem agora vive não é seu marido. O que você acabou de dizer é verdade”. João 4:17-18 

Ela se viu passando de um relacionamento problemático para outro. Cada vez que pensava que tinha liberdade, ela se viu limitada de novo. Talvez você possa se relacionar. Se você experimentou liberdade temporária, mas não duradoura. Se você tem um amigo ou amado que parecia vitorioso apenas para ser derrotado novamente.

Deixados a nós mesmos, raramente lidamos com a raiz de um problema. Estamos muito ocupados tentando lidar com os sintomas do problema e não com a causa. Na verdade, a Bíblia diz que, fora de Cristo, somos cegos para a nossa necessidade. A boa nova é que Jesus veio nos dar uma liberdade duradoura. Ele veio para lidar com a questão do pecado em nossas vidas e nos dá uma nova vida nele.

“De modo que, de agora em diante, a ninguém mais consideramos do ponto de vista humano. Ainda que antes tenhamos considerado Cristo dessa forma, agora já não o consideramos assim. Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!” 2 Coríntios 5: 16-17

Reflexão:

Que erros / pecados você se vê repetindo uma e outra vez?
Você se encontra tentando tratar os sintomas e não a causa do problema?

Oração:

Pai, obrigado que Jesus veio lidar com a questão profunda do pecado na minha vida. Obrigado que nele temos liberdade e somos uma nova criação. Ajude-me a confessar meus pecados para você e permitir que Você e mude meu coração. Em nome de Jesus, Amém.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

Malcare WordPress Security