Leitura de hoje: Sofonias 1: 1-3: 20 (leituras adicionais: Salmo 138: 1-8 e Provérbios 30: 11-14)

Um dos maiores desafios que cada um de nós enfrenta na vida é tornar-se confortável em nossa própria pele. De fato, a insegurança é um grande problema em toda a nossa cultura. Isso pode derivar de experiências de infância, mobilidade e até mesmo o espírito duro e crítico em nossa cultura – apenas observe como as pessoas falam umas com as outras em alguns dos noticiários.

Enfrentar a insegurança é tão importante porque uma pessoa que está segura consigo mesma tem muito mais chances de conseguir relacionamentos mais amorosos e significativos. Sentimentos de insegurança tornam mais difícil demonstrar amor e sermos amados. Então, temos que aceitar nossa insegurança se quisermos desfrutar do amor que Deus nos criou para desfrutar.

As inseguranças nos fazem viver uma imagem falsa para todos ao nosso redor e também dificultam a maneira como experimentamos Deus em nossas vidas, porque não entendemos o quadro real. Há uma história de uma família que foi parada por uma blitz rotineira para checar os cintos de segurança. O policial perguntou se eles tinham cinto de segurança. Então ele apontou a lanterna para o banco de trás e perguntou ao filho de seis anos Riley: “você pode colocar as mãos para cima, amigo?” como ele queria verificar o cinto. Quando eles foram embora, Riley estava chateado. “O que há de errado?” sua mãe perguntou? “Eu pensei que ele ia me atirar!” (Readers ‘Digest, fev.2005, p.71)

Parece que é assim que alguns pensam quando se trata de adorar e louvar a Deus. Muitos entendem mal os motivos de Deus. Eles acham que se Deus aparecer, Ele vai atirar neles ou algo pior. Quando e se Deus aparecer, Deus será como um policial citando todas as ofensas que cometeram. Eles serão deixados descolados, totalmente desintegrados com vergonha, desgosto. Parece que algumas pessoas ficam chateadas com a igreja, ou sentem que têm que fazer um show parecendo tão sério, só para ver quem é mais sério ou espiritual. Já viram pessoas ficarem realmente tensas ou chateadas, como Riley, de 6 anos de idade, especialmente quando se trata das coisas de Deus?

Sofonias nos dá uma bela imagem de como Deus nos vê:  “O Senhor, o seu Deus, está em seu meio, poderoso para salvar. Ele se regozijará em você; com o seu amor a renovará, ele se regozijará em você com brados de alegria”. Sof. 3: 17

Relfexão

Como sua auto-imagem afeta o modo como você vê a Deus?

Oração

Pai, obrigado que Você tem um grande amor por nós. Obrigado que Você nos convida para chamá-lo de “pai”. Ajude-nos a ver a má auto-imagem do passado e a nos lembrar de quem somos em Você. Em nome de Jesus, Amém.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

Malcare WordPress Security