“O Senhor é quem julga os povos. Julga-me, Senhor, conforme a minha justiça, conforme a minha integridade.” Salmos 7:8

John estava dirigindo para casa tarde da noite quando ele deu carona para um estranho na estrada. Enquanto dirigiam, ele começou a desconfiar do seu passageiro. John verificou se sua carteira estava segura no bolso do casaco que estava no banco entre eles, mas não estava lá! Então ele pisou nos freios e, ordenou ao passageiro: “Entregue a carteira imediatamente!”

O assaltante assustado entregou a carteira e John foi embora. Quando ele chegou em casa, ele começou a contar a sua esposa sobre a experiência, mas ela o interrompeu, dizendo: “Antes que eu esqueça, John, você sabe que você deixou sua carteira em casa esta manhã?” (Nosso pão diário, 2 de outubro de 1992)

Como você lida com acusações falsas?

Mesmo que tentemos viver uma vida que honre a Deus, talvez possamos ter a mesma experiência que Davi teve:

  • A. As pessoas podem mentir sobre nós para nos colocar em problemas;
  • B. As pessoas podem tentar e colocar armadilhas para nos fazer tropeçar;
  • C. As pessoas podem nos odiar tanto quanto os cristãos que fazem fofocas e espalham rumores sobre nós.
  • D. As pessoas podem até inventar histórias sobre nós para nos fazer parecer mal aos outros e arruinar nosso testemunho.

Não devemos realmente nos surpreender quando isso acontece com a gente porque Jesus disse

“Se o mundo os odeia, tenham em mente que antes me odiou. Se vocês pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele. Todavia, vocês não são do mundo, mas eu os escolhi, tirando-os do mundo; por isso o mundo os odeia. Lembrem-se das palavras que eu lhes disse: Nenhum escravo é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também perseguirão vocês. Se obedeceram à minha palavra, também obedecerão à de vocês. Tratarão assim vocês por causa do meu nome, pois não conhecem aquele que me enviou.” João 15:18-21

Muitas vezes, quando as pessoas nos maltratam, queremos pagá-las pelo erro que elas nos causaram. Às vezes, até chegamos a um ponto em que é mais importante limpar nosso próprio nome do que trazer a glória ao nome de Deus. No Salmo 7, Davi nos dá algumas ótimas respostas a este tipo de ataque injusto.

1. Deixe Deus ser nossa confiança – 7: 1-5;

2. Deixe Deus ser nossa força e escudo – 7: 6-11

3. Deixe Deus ser o juiz – 7: 11-17

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

WordPress Security