Versículos-chave: “Pois ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um e destruiu a barreira, o muro de inimizade, anulando em seu corpo a lei dos mandamentos expressa em ordenanças. O objetivo dele era criar em si mesmo, dos dois, um novo homem, fazendo a paz, e reconciliar com Deus os dois em um corpo, por meio da cruz, pela qual ele destruiu a inimizade.” Efésios 2:14-16

Hoje é quinta-feira de Endoenças, também conhecida como Quinta-feira Santa. Hoje lembramos o dia em que Jesus realizou a Última Ceia com seus discípulos em Jerusalém. A palavra ‘Maundy’ (Endoenças) vem da palavra latina ‘mandatum’. Isso significa mandamento porque foi durante esta última refeição com seus discípulos que Jesus disse em João 13:34-35: “Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros. Como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros”.

A palavra que Jesus usa para o amor aqui é ‘agape’. O amor ágape não é o romance ou mesmo amizade – é o amor de doação que Jesus demonstrou na cruz. Foi o amor que ele mostrou quando ele lavou os pés de seus discípulos e, quando ele partiu o pão dando o exemplo de como o seu corpo seria quebrado por eles. É o amor que libertou os hebreus do Egito e os alimentou no deserto. É o amor que mudou a vida da mulher Samaritana e a de Zaqueu para sempre. É o amor que permitiu que Jesus preparasse o café da manhã para seus discípulos depois que eles o abandonaram para voltar a pescar (ver João 21).

Jesus não só demonstrou amor e serviço, mas ele nos chama a fazer o mesmo. Nós fomos unidos em Cristo, Gálatas 3: 26-28 nos ensina: “Todos vocês são filhos de Deus mediante a fé em Cristo Jesus, pois os que em Cristo foram batizados, de Cristo se revestiram. Não há judeu nem grego, escravo nem livre, homem nem mulher; pois todos são um em Cristo Jesus.”

Nossa unidade deve ser evidente para o mundo. É por causa de seu amor por nós, que Jesus diz que vai seria óbvio que fossemos reconhecidos como seus discípulos. A pergunta que devemos fazer então é; “É óbvio que eu sou discípulo de Jesus?” Se não, devemos pedir a Jesus para nos ajudar a amar como Ele amou. Para amar de uma forma sacrificial, que traz glória a Deus.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

WordPress Security