Verso-chave: “E ninguém toma esta honra sobre si mesmo, mas ele recebe quando chamado por Deus, assim como Aarão”. Hebreus 5:4

Aarão era o irmão mais velho de Moisés. Ele nasceu em uma cabana de escravos no Egito. Ele era mais velho e foi salvo da ordem de matar todos os bebês meninos que afetou Moisés. No entanto, ele nasceu em uma época em que havia apenas um futuro para ele, que era a escravidão.

Aarão e Moisés provavelmente tinham um relacionamento distante quando estavam crescendo. Enquanto Moisés estava vivendo como um príncipe do Egito, desfrutando o melhor de tudo o que o Egito tinha para oferecer, Aarão estava fazendo tijolos no sol do deserto. Enquanto Moisés assistia a banquetes, Aarão vivia de rações. Moisés tinha seu próprio quarto no palácio, Aarão compartilhava com outras famílias em uma favela. Eles viviam em mundos separados.

Quando Aarão se aproximou dos oitenta e três anos de idade, Deus coloca em seu coração para visitar seu irmão mais novo, que neste momento era um fugitivo no deserto. Pouco ele sabia que quando foi procurar seu irmãozinho, Deus falou a Moisés através de uma sarça ardente e designou Aarão para ser seu porta-voz.

Depois de ser usado para libertar o povo do Egito, Aarão se levantou para se tornar o primeiro sumo sacerdote do povo de Deus. Não havia posição mais elevada na terra. Aarão foi responsável por ensinar as pessoas em relação a todos os aspectos da vida. As pessoas vinham até ele para fazer oferendas pelos seus pecados. Ele poderia até entrar no Lugar Santíssimo no tabernáculo.

Aarão tinha o trabalho mais importante na terra, mas ele ainda era um homem. Conseqüentemente, como nós, ele tinha falhas e fraquezas. Aarão gostava de agradar o povo. Ele era facilmente conduzido. Talvez ele simplesmente não gostava de dizer não.  Talvez só queria que as pessoas gostassem dele. De qualquer maneira, podemos simpatizar, porque nós muitas vezes lutamos para dizer não às coisas que sabemos que estão erradas, em vez de arriscar perturbar ou ofender alguém. Nós também somos guiados pelas opiniões, pensamentos, críticas e aprovação de outras pessoas. Normalmente, a necessidade de agradar sempre os outros está profundamente enraizada em um medo de rejeição e / ou medo do fracasso.

Aarão era provavelmente uma das pessoas mais legais e mais ajudador que você poderia conhecer. Ele nunca diria “não”.  Ele sempre faria um favor a você e sempre concordaria com o que você disse.

Deixado sozinho por quarenta dias, quando Moisés subiu ao monte Sinai.  Aarão não conseguia lidar com a pressão das pessoas. Êxodo 32:1 diz: “Quando o povo viu que Moisés demorou tanto a descer do monte, eles se reuniram ao redor de Aarão e disseram:” Venha, faça-nos deuses que irão adiante de nós. Quanto a este Moisés que nos tirou do Egito, não sabemos o que lhe aconteceu.” Aarão deveria repreendê-los e dizer “Não!”, Mas temia a rejeição deles e fez um bezerro de ouro para eles adorarem (Êxodo 32: 4).

Aarão tinha um problema semelhante em casa. Todos os pais sabem o que é ser vencido por seus filhos e não discipliná-los da maneira que deveríamos. Muitas vezes não dizemos não, porque “só queremos que sejam felizes”. Então, mais uma vez, cedemos. Os dois filhos de Aarão não levaram seu chamado a sério. Levítico 10:1 diz que “ofereceram fogo não autorizado perante o SENHOR, contrariamente ao seu comando.” Como resultado, o fogo os matou, Aarão não foi permitido chorar por eles e restringido da presença de Deus (Levítico 16:1-2).

Aarão também foi facilmente influenciado por sua irmã Miriã. Ele se juntou a ela em fofocas desrespeitando Moisés por se casar com uma mulher etíope (Números 12). Mais uma vez ele foi influenciado por outros para fazer o que ele sabia que estava errado.

Nós também devemos nos proteger contra pessoas que buscam agradar a todos. Paulo escreveu em Gálatas 1:10: “Estou agora tentando ganhar a aprovação dos seres humanos, ou de Deus? Ou estou tentando agradar as pessoas? Se eu ainda estivesse tentando agradar as pessoas, eu não seria um servo de Cristo.” Paulo está nos lembrando que, enquanto somos chamados a amar aos outros, devemos sempre amar a Deus em primeiro lugar e procurar agradá-Lo acima de todos os outros.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

Malcare WordPress Security