Versículo-chave: Cristo é a imagem visível do Deus invisível. Ele existiu antes de qualquer coisa ter sido criada e é supremo em toda a criação, – Colossenses 1:15

Onde o último ano foi? Parece que ha apenas algumas semanas começamos 2017 e agora está quase no fim. Se você tem alguma dúvida de que é realmente dezembro, então vá para o shopping center, e você verá todos os tipos de evidências – árvores, guirlandas, luzes, enfeites, neve falsa – decorações de Natal em todos os lugares. Tenho certeza de que muitos de vocês já levaram algum tempo para decorar suas casas. Com toda a ocupação que o Natal traz, é importante para nós lembrar que o Natal começa com Cristo!

Uma das primeiras coisas é que as promessas do Advento são uma vida nova em Cristo porque significa que agora podemos saber como é Deus. A vinda de Cristo nos deu uma imagem viva de quem é Deus. A Bíblia diz: “Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito sobre toda a criação. Porque por ele todas as coisas foram criadas: coisas no céu e na terra, visíveis e invisíveis ” (Colossenses 1: 15-16). Isto é o que queremos dizer com a encarnação – Deus veio à terra enrolado em um corpo humano. O Deus do céu veio viver entre nós para que possamos saber como ele é verdadeiramente. Ele veio nos ensinar. Ele veio morrer por nós para que pudéssemos ser perdoados. Ele ressuscitou dos mortos para nos ajudar a saber que nós também seremos resscitados. Ele prometeu que ele retornará para que a esperança eterna queimasse em nossos corações. Ele abriu as portas do céu.

Sem Jesus, Maria Madalena morreria em seu pecado. Mateus ainda teria sido um traidor para seus compatriotas. O soldado romano teria continuado sua crueldade. Pedro, Tiago e João não teriam feito nada mais com suas vidas do que pescar para viver. O apóstolo Paulo jamais teria sido mais do que um fariseu cruel imerso em legalismo com uma demanda implacável de perfeição para com as outras pessoas. As pessoas que precisavam de cura, durante o tempo em que Cristo viveria, ainda estariam quebradas em corpo e espírito. O coxo ainda teria sido coxo; os cegos permaneceriam em sua escuridão; Os surdos ainda viveriam em silêncio. Nós nunca teríamos ouvido as palavras: “Paz eu deixo com você; minha paz, eu te dou. Eu não dou a você como o mundo dá. Não deixe seus corações se preocuparem e não tenham medo “(João 14:27); ou “Eu lhe disse isso para que a minha alegria esteja em você e que a sua alegria seja completa” (João 15:11); e “Eu vim para que eles tenham vida e a tenham plenamente” (João 10:10).

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!