Se você permitir que seu apetite se fortaleça o suficiente para os prazeres deste mundo, você será tentado a trocar a riqueza e a plenitude de Cristo por um pedaço de felicidade temporária.

Leitura de hoje: Gênesis 24:52 – 26:16 (leitura adicional, Salmos 10:1-15 e Provérbios 3:7-8)

Versículos-chave: “Jacó, porém, insistiu: “Jure primeiro”. Ele fez um juramento, vendendo o seu direito de filho mais velho a Jacó. Então Jacó serviu a Esaú pão com ensopado de lentilhas. Ele comeu e bebeu, levantou-se e se foi. Assim Esaú desprezou o seu direito de filho mais velho.” Gênesis 25: 33-34

Há uma história sobre St. Lucian. Diz-se que foi perguntado por seus perseguidores, “de que país és?” Ele respondeu: “Eu sou um cristão”. “Qual é a tua ocupação?” “Eu sou um cristão.” “De que família?” “Eu sou um cristão.”

Deixe-me fazer uma pergunta: é o seu relacionamento com Jesus, que determina quem você é? Você valoriza seu relacionamento com Cristo acima de tudo? O que eu quero dizer hoje é tenha o cuidado de não ficar tão distraído que você está disposto a trocar as riquezas da sua fé por uma tigela de felicidade artificial e momentânea.

Hoje lemos que Esaú trocou as riquezas de seu direito de nascença por uma tigela de felicidade artificial e momentânea. Esaú estava com tanta fome que estava disposto a trocar qualquer coisa por uma refeição quente. Ele estava convencido de que ele tinha que comer algo ou pereceria. Esaú fez o que muita gente faria hoje, pensou com a barriga dele. Em vez de pensar com a cabeça, ele deixou sua paixão ou desejo controlar suas ações.

O direito de nascimento pode não parecer muito para nós hoje, mas o direito de nascença foi um privilégio dado ao filho primogênito da família. O filho mais velho conseguiu o cargo e a posição de seu pai como chefe da família ou tribo e também herdou uma dupla porção da propriedade de seu pai. Esaú trocou todos os privilégios que eram sua herança por um breve momento de prazer. Prazer significava mais para ele do que qualquer outra coisa.

A moral da história é, é melhor verificar o que é realmente importante antes de fazermos acordos precipitados. Quando Esaú escolheu o ensopado, ele tomou uma decisão que o afetaria para o resto de sua vida.

Se você permitir que seu apetite se fortaleça o suficiente para os prazeres deste mundo, você será tentado a trocar a riqueza e a plenitude de Cristo por um pedaço de felicidade temporária. Há muitas pessoas que estão negociando sua herança, para saborear o ensopado do mundo. Parece bom; o cheiro é bom; é gostoso na ponta da língua, mas não se deixe enganar. Não troque sua herança apenas por um momento de prazer.

Não esqueça sua herança, Efésios 1:10-11 e Colossenses 1:12. Em Jesus, você tem uma riqueza de bençãos eternas sendo armazenadas para você. Com Jesus como seu salvador e Senhor, você tem a promessa de compartilhar sua herança eterna. Apocalipse 21: 6-7 “Disse-me ainda: “Está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. A quem tiver sede, darei de beber gratuitamente da fonte da água da vida. O vencedor herdará tudo isto, e eu serei seu Deus e ele será meu filho.”

Reflexão

  • O que determina sua identidade?
  • Que prazeres temporários estão distraindo você das bênçãos de Deus?
  • Como você pode manter seu foco na eternidade e não apenas viver para o momento?
  • Que bênçãos você tem em Jesus?

Oração

Pai, Obrigado por nos dar uma herança em Jesus. Ajude-nos a viver com uma perspectiva eterna e não apenas para o aqui e agora. Em nome de Jesus, Amém.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

WordPress Security