Leitura de hoje: Números 19:1 – 20:29 (leitura adicional, Salmos 56:1-13 e Provérbios 11:8)

Versículo-chave: “O Senhor, porém, disse a Moisés e a Arão: “Como vocês não confiaram em mim para honrar minha santidade à vista dos israelitas, vocês não conduzirão esta comunidade para a terra que lhes dou”. Números 20:12

Uma geração daqueles que se recusaram a entrar na terra prometida, podemos ver que a nova geração não é muito diferente da antiga. Moisés estava aguentando as lamentações e gemidos durante os últimos quarenta anos, além de ter acabado de perder sua irmã, mas em vez de simpatia, ele apenas enfrentou uma multidão irritada, querendo respostas. Um ato neste momento fez com que Moisés caminhasse em desobediência e perder o melhor de Deus para ele.

Moisés teve um problema com o seu temperamento (Êxodo 2 e 32). Sua raiva pode ter sido justificada, mas suas ações careceram de autocontrole. Muitas vezes podemos nos enxergar, porque nossa raiva é culpa de alguém ser injusto, nossas ações também são justificadas. A ira de Moisés é expressada nas duras palavras que ele usa. “Ouça, vocês rebeldes, devemos tirar água desta pedra?” e naquela raiva ele não consegue controlar suas ações e ele levanta a mão e golpeia a rocha duas vezes com sua vara. Sem dúvida alguma, a raiva geralmente pode ser uma acumulação de pressão durante um longo período de tempo que emerge em um momento de raiva.

Todos nós temos a capacidade de nos irritar, e até mesmo o personagem mais descontraído tem a capacidade de demonstrar raiva. Vivemos em um mundo tão altamente pressionado, então, como podemos impedir que nos enraivemos e nos conduzamos ao pecado?

Tome uma decisão consciente de se livrar da raiva. – Efésios 4:31 “Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade.”(Colossenses 3:8, Salmos 37:8) A raiva é uma emoção, não devemos ser controlados por ela. A Bíblia deixa claro que podemos tomar uma decisão consciente de livrar-nos da raiva.
Não deixe o sol se por enquanto você ainda está com raiva – Efésios 4:26-27 “Quando vocês ficarem irados, não pequem”. Apazigúem a sua ira antes que o sol se ponha, e não dêem lugar ao Diabo.”
Peça a Deus a sabedoria. – Isso pode parecer estranho, mas se somos sábios, podemos prever as conseqüências das ações tomadas com raiva. Eclesiastes 7:9 diz: “Não permita que a ira domine depressa o seu espírito, pois a ira se aloja no íntimo dos tolos.”
Peça a Deus o autocontrole – Gálatas 5:22-23 “Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.”
Seja lento para agir. – Tiago 1:19, “Meus amados irmãos, tenham isto em mente: Sejam todos prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para irar-se.” Muitas vezes, deixamos que a raiva tome conta de nós e aja de forma precipitada.
Aprenda a ser compassivo e a amar plenamente. – Salmo 103:8: “O Senhor é compassivo e gracioso, lento para a ira, abundante em amor”. Marcos 3:5, mostra-nos o exemplo perfeito de Jesus: “Irado, olhou para os que estavam à sua volta e, profundamente entristecido por causa do coração endurecido deles, disse ao homem: “Estenda a mão”. Ele a estendeu, e ela foi restaurada.” Na ira de Jesus, ele não pecou, ​​em vez disso ele curou. Se queremos garantir que entremos nas promessas de Deus, então precisamos controlar nosso temperamento da mesma maneira que Jesus fez.

Reflexão

  1. Como você lida com a Raiva?
  2. Que as coisas o fazem “perder a cabeça” e como você pode se preparar para essas situações?
  3. Como você pode aprender a ser mais compassivo?

Oração

Pai, Obrigado pelo seu amor por nós. Ajude-nos a mostrar o autocontrole enquanto vivemos com aqueles que nos rodeiam e a agir de maneira a trazer-lhe glória e honra. Em nome de Jesus, Amém.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!

WordPress Security