Leitura de hoje: João 1: 1-28

Eu li uma história do famoso teólogo cristão dinamarquês do século 18 chamado Soren Kierkegaard. É uma história familiar, uma história reescrita por muitos ao longo dos tempos em muitas formas diferentes, mas ainda é relevante hoje. Eis o que ele escreveu:

Um principe queria encontrar uma donzela adequada para ser sua rainha. Um dia, enquanto dirigia uma missão na aldeia local para o pai, ele passou por uma seção pobre. Enquanto olhava pelas janelas da carruagem, seus olhos caíram sobre uma linda camponesa. Durante os dias seguintes, ele freqüentemente passou pela jovem e logo se apaixonou.

Mas ele tinha um problema. Como ele pediria sua mão? Ele poderia ordená-la para se casar com ele. Mas mesmo um príncipe quer que sua noiva se case com ele livremente e voluntariamente e não por coerção. Ele poderia vestir seu uniforme mais esplêndido e dirigir até a porta da frente em uma carruagem puxada por seis cavalos. Mas se ele fizesse isso, ele nunca ficaria certo de que a donzela o amava ou simplesmente estava dominada por todo o esplendor.

O principe veio com outra solução. Ele desistiria de sua túnica real. Ele se mudou para a aldeia, entrando não com uma coroa, mas com o casaco de um camponês. Ele morava entre as pessoas, compartilhava seus interesses e preocupações e falava sua língua. Com o tempo, a donzela cresceu para amá-lo, por causa de quem ele era e porque ele a amava primeiro.

Esta história simples, quase infantil, é o que João está descrevendo no capítulo 1 de seu evangelho. Esta temporada de advento lembra que Deus veio e morou entre nós. Ele teve que revelar-se a nós de uma maneira compreensível, e é precisamente o que Jesus fez – tornou-se carne como você e eu. Ele se fez como nós. 

João começa seu Evangelho de uma maneira incomum. Ao contrário dos escritores sinópticos que iniciam a conta de Jesus em um contexto histórico, João abre o Evangelho na eternidade.  João move-se além da história humana. Ele começa “no começo”. O prólogo de João não termina com nos dizer quem é Jesus. Ele também nos informará que Deus invadiu a humanidade. Ele se tornou um de nós. Ele se tornou um ser humano para fornecer uma maneira de estabelecer um relacionamento. O Criador tornou-se a Sua criação para que pudéssemos ter vida / luz.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!